Bíblia do CaminhoTestamento Redentor

Índice Página inicial Próximo Capítulo

O Evangelho segundo S. Marcos  Ee

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 15

(Versículos e sumário)

Jesus entregue a Pilatos  Ee

Mt; Mt = Lc; Lc = Jo

15 Logo pela manhã, tendo conselho os príncipes dos sacerdotes com os anciãos, os escribas e com todo o Sinédrio, fazendo amarrar Jesus o levaram e entregaram a Pilatos.

2 Pilatos lhe perguntou: És o rei dos judeus? Ele respondendo, lhe disse: Tu o dizes.

3 O príncipe dos sacerdotes o acusava de muitas coisas.

4 Pilatos lhe perguntou outra vez: Não respondes coisa alguma? Vê de quantos crimes te acusam.

5 Mas Jesus não respondeu mais palavra, de sorte que Pilatos estava admirado.

6 Ora, Pilatos costumava no dia da festa soltar-lhes um dos presos, qualquer que eles pedissem.

7 E havia um chamado Barrabás, que estava preso com outros sediciosos, porque em certo motim havia feito uma morte.

8 A multidão ali reunida começou a pedir-lhe a graça que sempre lhes fazia.

9 Pilatos lhes respondeu: Quereis que vos solte ao rei dos judeus?

10 Porque ele sabia que os príncipes dos sacerdotes lho haviam entregado por inveja.

11 Mas os pontífices concitaram o povo para que, em vez dele, lhes soltasse Barrabás.

12 E Pilatos, falando outra vez, lhes disse: Que quereis então que eu faça ao rei dos judeus?

13 Eles tornaram a gritar: Crucifica-o.

14 E Pilatos lhes replicava: Pois que mal fez ele? Eles cada vez gritavam mais: Crucifica-o.

15 Então Pilatos, querendo satisfazer ao povo, soltou-lhes Barrabás. E depois de fazer açoitar a Jesus, entregou-o para ser crucificado.


Jesus é flagelado e escarnecido Ee

Mt = Jo

16 Os soldados o levaram ao pátio do pretório, e ali convocam toda a coorte.

17 Vestem-no de púrpura e, tecendo uma coroa de espinhos, lha põem na cabeça.

18 E começaram a saudá-lo: Deus te salve, rei dos judeus!

19 Davam-lhe na cabeça com uma vara,  cuspiam-lhe no rosto e, pondo-se de joelhos, o adoravam.

20 Depois de o terem assim escarnecido o despiram da púrpura, e lhe vestiram com suas roupas. Então o tiram para fora, para o crucificarem.


O cireneu Ee

Mt = Lc = Jo

21 Passando por ali certo homem de Cirene, por nome Simão, que vinha duma herdade, pai de Alexandre e de Rufo, obrigaram-no a levar-lhe a cruz.


A crucificação Ee

Mt = Lc = Jo

22 Levam-no a um lugar chamado Gólgotha, que quer dizer, lugar do Calvário.

23 Davam-lhe a beber vinho misturado com mirra; e não o tomou.

24 Depois de o crucificarem, repartiram suas vestes, lançando sortes sobre elas, para ver a parte que cada um levaria.

25 Era a terceira hora, quando eles o crucificaram.

26 E a causa da sua condenação estava escrita neste título: O REI DOS JUDEUS.

27 Crucificaram também com ele dois ladrões; um à sua direita, e outro à esquerda.

28 Se cumpriu a Escritura, que diz: E foi contado com os maus(Is)

29 Os que iam passando blasfemavam dele, movendo as suas cabeças e dizendo: Oh! tu que destróis o Templo de Deus e que o reedificas em três dias,

30 Livra-te a ti mesmo, descendo da cruz.

31 Desta maneira escarnecendo-o também os príncipes dos sacerdotes com os escribas, diziam uns para os outros: Ele salvou aos outros, a si mesmo não pode salvar-se.

32 Esse Cristo, rei de Israel, desça agora da cruz, para que o vejamos, e creiamos. Também os que haviam sido crucificados com ele o insultavam.


A morte do Enviado Ee

Mt = Lc = Jo

33 Chegada a hora sexta cobriu-se toda a terra de trevas até à hora nona.

34 E à hora nona deu Jesus um grande brado, dizendo: Eli, Eli, lamma sabacthani? que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? (Sl)

35 Ouvindo isto alguns dos circunstantes, diziam: Vede! ele chama por Elias.

36 Correndo um, ensopou uma esponja em vinagre e atando-a numa vara, dava-lhe a beber, dizendo: Deixai, vejamos se Elias vem tirá-lo.

37 Então Jesus, dando um grande brado, expirou.

38 E o véu do Templo se rasgou em duas partes, de alto a baixo.

39 O centurião, que estava bem defronte, vendo que Jesus expirara, dando este brado, disse: Verdadeiramente este homem era Filho de Deus.

40 Achavam-se também ali algumas mulheres observando de longe; entre as quais estava Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago Menor, de José e Salomé;

41 Quando Jesus estava na Galileia elas o seguiam, e lhe assistiam com o necessário, e assim muitas outras, que juntamente com ele haviam subido a Jerusalém.


O sepultamento do Salvador

Mt = Lc = Jo

42 Quando já era tarde (pois era a Parasceve, que vem a ser a vigília do sábado),

43 Veio José de Arimateia, ilustre senador, que também ele esperava o Reino de Deus, e foi com toda a resolução à casa de Pilatos pedir-lhe o corpo de Jesus.

44 Pilatos se admirava de que Jesus morresse tão depressa. E chamando ao centurião, lhe perguntou se já estava morto.

45 Depois que o soube do centurião, deu o corpo a José.

46 E José tendo comprado um lençol, tirando-o da cruz, o amortalhou no lençol, e depositou-o num sepulcro, que estava aberto em uma rocha, e revolveu uma pedra à boca do sepulcro.

47 Entretanto Maria Madalena, e Maria, mãe de José, estavam observando onde ele fora depositado.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação.

Veja também as seguintes versões: Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition. Edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

Abrir