Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Ezequiel    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 18

(Versículos e sumário)

18 E foi-me dirigida a palavra do Senhor, a qual dizia:

2 Que motivo há para terdes entre vós convertido em provérbio esta parábola na terra de Israel, dizendo: Os pais comeram as uvas em agraço [azedas], e os dentes dos filhos é que se acham botos [desgastados]?

3 Por minha vida, diz o Senhor Deus, que esta parábola não passará mais entre vós por um provérbio em Israel.

4 Eis-aí está que todas as almas são minhas, como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha; alma que pecar, essa morrerá.

5 E se um homem for justo, e obrar conforme a equidade, e a justiça;

6 Se não comer nos montes, e não levantar os seus olhos para os ídolos da casa de Israel; e se não ofender a mulher do seu próximo, e não se ajuntar com a menstruada;

7 E se não entristecer a ninguém; se tornar o penhor ao seu devedor, se não tirar nada do alheio por violência; se der do seu pão ao que tem fome, e ao nu cobrir com vestido;

8 Se não emprestar a juro, e não receber mais do que o que emprestou; se apartar a sua mão da iniquidade, e fizer um verdadeiro juízo entre homem e homem;

9 Se andar nos meus preceitos, e guardar os meus mandamentos, para obrar segundo a verdade; este tal é justo, certissimamente viverá, diz o Senhor Deus.

10 Porém se gerar algum filho ladrão, que derrame o sangue, e que cometer qualquer destas faltas;

11 Ainda quando não cometa todas estas, que coma sobre os montões, e que manche a mulher do seu próximo;

12 Que entristeça ao necessitado, e ao pobre, que tire por violência os bens de outro, que não torne penhor ao seu devedor, e que levante os seus olhos para os ídolos, que cometa abominações;

13 Que empreste a juro, e receba mais do que o que emprestou; acaso viverá ele? não viverá; antes, depois de ter executado todas estas ações detestáveis, infalivelmente morrerá, o seu sangue será contra ele mesmo.

14 Porém se ele tiver um filho, que vendo todos os pecados que seu pai cometeu, temer, e não fizer coisa semelhante às que ele obrou;

15 Que não comer sobre os montes, e não levantar os seus olhos para os ídolos da casa de Israel, e não violar a mulher do seu próximo;

16 E que não entristecer a pessoa alguma, que não retiver penhor, nem tirar nada por violência, que der do seu pão ao faminto, e ao nu cobrir com vestido;

17 Que apartar a sua mão da injúria do pobre, que não receber usura nem mais do que emprestou, que observar as minhas ordenanças, que andar nos meus preceitos; este não morrerá por causa da iniquidade de seu pai, mas certissimamente viverá.

18 Seu pai porque caluniou, e fez violência a seu irmão, e obrou o mal no meio do seu povo, ei-lo aí morreu pela iniquidade.

19 E vós dizeis: Porque razão não carregou o filho com a iniquidade de seu pai? Já se vê, porque o filho obrou conforme a equidade e conforme a justiça, porque guardou todos os meus preceitos, e os praticou, por isso viverá certissimamente.

20 A alma que pecar, essa morrerá; o filho não carregará com a iniquidade do pai, e o pai não carregará com a iniquidade do filho. A justiça do justo será sobre ele, e a impiedade do ímpio será sobre ele.

21 Mas se o ímpio fizer penitência de todos os seus pecados que cometeu, e se guardar todos os meus preceitos e obrar conforme a equidade, e a justiça; ele certissimamente viverá e não morrerá.

22 E eu me não lembrarei de nenhuma das suas iniquidades, que obrou; ele viverá pela sua justiça, que praticou.

23 Acaso é da minha vontade a morte do ímpio [pecador], diz o Senhor Deus, e não quero eu antes que ele se converta dos seus caminhos, e viva?

24 Mas se o justo se apartar da sua justiça, e vier a cometer a iniquidade, segundo todas as abominações que o ímpio costuma obrar, acaso viverá ele? De nenhuma das obras de justiça que tiver feito se fará memória; na prevaricação com que prevaricou, e no seu pecado que cometeu nestas mesmas circunstâncias morrerá.

25 Depois disto dissestes vós: O caminho do Senhor não é justo. Ouvi pois, casa de Israel: Acaso o meu caminho não é justo, e não são antes os vossos os que são corrompidos?

26 Porque quando o justo se apartar da sua justiça, e cometer a iniquidade, morrerá neste estado; ele morrerá nas obras injustas, que cometeu.

27 E quando o ímpio se apartar da sua impiedade, que cometeu, e obrar conforme a equidade, e a justiça; ele assim dará a vida à sua alma.

28 Porque considerando o estado em que se acha, e apartando-se de todas as suas iniquidades, que obrou, ele certamente viverá, e não morrerá.

29 Depois disto dizem ainda os filhos de Israel: O caminho do Senhor não é justo. Acaso os meus caminhos não são justos, casa de Israel, e não são antes os vossos os que são corrompidos?

30 Por isso, casa de Israel, eu julgarei a cada um conforme os meus caminhos, diz o Senhor Deus. Assim convertei-vos, e fazei penitência de todas as vossas iniquidades; e a iniquidade vos não trará ruína.

31 Lançai para muito longe de vós todas as vossas prevaricações, de que vos fizestes culpáveis; e fazei-vos um coração novo; e um espírito novo; e por que morrereis vós, casa de Israel?

32 Porque eu não quero a morte do que morre, diz o Senhor Deus, convertei-vos, e vivei.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir