Testamento Xavieriano - Auta de Souza - Capítulo 44

Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Auta de Souza — A própria


44

Essa migalha

  1 No reino de teu lar em paz celeste,

  Repara quantas sobras de fartura!…

  O pão dormido que ninguém procura,

  O trapo humilde que não mais se veste…


  2 Do que gastaste, tudo quanto reste,

  Arrebata o melhor à varredura

  E socorre a aflição e a desventura

  Que respiram gemendo em noite agreste!…


  3 Teu gesto amigo florirá perfume,

  Bênção, consolo, providência e lume

  Na multidão que segue ao desalinho…


  4 E quando o mundo te não mais conforte,

  Essa leve migalha, além da morte,

  Fulgirá como estrela em teu caminho.


.Auta de Souza



(“CAMPANHA DE FRATERNIDADE AUTA DE SOUZA” 1ª edição — Fevereiro de 1972 — pág. 57)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir