Testamento Xavieriano - Auta de Souza - Capítulo 49

Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Auta de Souza — A própria


49

Sigamos juntos

  1 Enxuga o pranto que te molha o rosto,

  Emudece a revolta e vem comigo

  Para o vale onde a noite abre o postigo

  Da vida que respira a contragosto.


  2 Fita o rude semblante descomposto

  Dos que sonham debalde um peito amigo,

  A solidão, a fome, o desabrigo,

  O assombro e o desespero do desgosto…


  3 Ampara a multidão ansiosa e tarda,

  A desfazer-se em sombra áspera e fria,

  Dos corações no fel da retaguarda.


  4 Semeia a caridade humilde e franca

  E esquecerás a mágoa que te espanca

  Por transformá-la em bênção de alegria.


.Auta de Souza



(“CAMPANHA DE FRATERNIDADE AUTA DE SOUZA” 1ª edição — Fevereiro de 1972 — pág. 42)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir