Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Auta de Souza — A própria


53

União sem adeus

  1 Converte o pranto em que te dilaceras

  Em fonte de bondade, alma querida,

  Transfigure em bondade, paz e vida

  A saudade que trazes de outras eras…


  2 Espalha o bem, por mais que a dor coincida

  Com teu sonho de novas primaveras,

  Eleva-te a caminho, enquanto esperas,

  Quanto mais alto, tanto mais subida.


  3 Segue e serve, de pés sangrando embora,

  Esquece-te, perdoa, lida, chora,

  Luta, vence-te, sofre, mas porfia!…


  4 E encontrarás o Reino do Amor Puro,

  Da união sem adeus ante o futuro

  Na beleza perpétua da alegria!…


Auta de Souza



(Soneto recebido em reunião da noite de 21 de julho de 1973, na Comunhão Espírita Cristã, em Uberaba, MG.)


.

Abrir