Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Caminhos de volta — Autores diversos


33


Anseio de comunicação

Falávamos, antes da reunião, do nosso anseio de comunicação mais contínua com os entes queridos domiciliados no Além. Como facilitar esse intercâmbio e de que maneira manter acesa a chama do amor entre nós e os que nos precederam na Espiritualidade?

Logo que iniciada a reunião, aberto O Livro dos Espíritos( † ) a questão 459 veio ao encontro do nosso assunto, sendo comentada por irmãos diversos. No final de nossas tarefas, recebemos a visita de nosso benfeitor Bezerra de Menezes que escreveu, por nosso intermédio, a mensagem “Interação”.




INTERAÇÃO

1 Comumente indagais pelo modo de vos identificardes com os seres queridos que vos antecederam na viagem para a Grande Renovação.

2 Entendamos. O Mais Além não é tão longe do vosso campo de experiência e aqueles a quem, na Terra, impropriamente categorizamos por desaparecidos não se encontram assim tão ausentes. Achamo-nos todos interligados, nas mesmas esperanças e realizações.

3 Se chorais os que partem do mundo, quase sempre os que partem do mundo lastimam os que ficam nele. 4 E a sede do reencontro é o laço a que nos prendemos reciprocamente, apesar das dimensões diferentes de matéria em que nos fixamos.

5 Fácil entender, assim, que conseguireis desfrutar a convivência com os entes queridos, já desenfaixados do envoltório físico, pelo cultivo dos ideais e atividades a que se afeiçoam ou dos quais pretendem a desejada iniciação.

6 Se quase todos nós, quando no mundo, nos observamos inaptos para a Vida Espiritual, os que começam a trabalhar por ascensão e melhoria, na Vida Espiritual, ainda se encarceram mentalmente nos propósitos e lembranças do campo terrestre, necessitando — quantos de nós! — prosseguir na aquisição de méritos para o acesso a estágios superiores de evolução.

7 Se vos propondes, dessa forma, ao convívio mais direto com as criaturas queridas domiciliadas no Mais Além, ofertai a elas os vossos braços a serviço da fraternidade e do entendimento.

8 Associai-vos com os entes inesquecíveis nas tarefas do bem puro e simples, considerando-se que o bem será sempre, nos fundamentos da vida, o bem que pudermos criar no amparo aos outros, 9 de vez que unicamente a felicidade que fizermos, em favor do próximo, reverterá para nós, no tempo, a fim de ser a nossa própria felicidade.

10 Em síntese: doai àqueles a quem consagrais vosso afeto o melhor de vossas forças para a edificação do Mundo Mais Feliz e reconhecereis que todos estarão mais profundamente vinculados ao vosso amor, sustentando-vos, cada vez mais seguramente, para o reencontro em Plano Maior e Melhor, na conquista da alegria sem pausa e da união para sempre.


.Bezerra de Menezes


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir