Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Chico Xavier, a aurora de uma vida entre o Céu e a Terra — Autores diversos subscritos por F. Xavier.


76


A voz íntima

| 16 de janeiro de 1932.

1 Para a alma triste, a meditação no silêncio da natureza é conforto sublime, é um farol a iluminar a treva dos dias que se escoam na Terra.

2 A alma, ao procurar desprender-se das cenas banais da existência carnal, vislumbra o ponto máximo onde ela coloca a sua alegria e que se denomina os Céus. 3 Luzes suavíssimas acendem-se em seu íntimo e descortina panoramas inéditos dentro da vida, ouvindo vozes estranhas que, sem ser articuladas, chegam nitidamente aos seus ouvidos. 4 Parecem emitidas pelos seres radiosos que presidem o desenvolvimento e o progresso do mundo aos sábios desígnios do Incriado. 5 Se todo homem as escutasse, não haveria na Terra a iniquidade que ocasiona o sofrimento, pois ao interrogar, no silêncio do seu interior, essa força desconhecida e invisível aos nossos olhos perecíveis, sobre o problema do destino, escutaria, maravilhado:


6 “Alma, não és mais que um átomo da vida dentro do Universo e Aquele que te criou concedeu-te o poder de um deus. 7 Possuis a liberdade mais ampla e conquistarás os troféus aos quais te dedicaste alcançar.

8 “O Criador criou a justiça tão incorrupta que se te propuseres a buscar a luz tê-la-ás em tuas mãos e o mesmo acontecerá se te consagrares às obscuridades das trevas. 9 O teu pensamento domina todos os elementos da natureza e julgas-te, muita vez, o senhor absoluto da Criação e apenas a dor te faz conhecer a tua situação de hóspede no mundo. 10 Quanto mais o orgulho te faz elevar altivamente a cabeça mais o sofrimento se te faz dobrar, a fim de que reconheças a tua pequenez.

11 “Persegues a felicidade mundana doidamente e te esqueces de que a ventura não é a satisfação falaz dos sentidos. 12 És quase sempre infeliz como resultado às tuas irreflexões e, no entanto, podes ser o herdeiro direto do Pai dos Céus se te dedicares ao que é puro e perfeito, ao que eleva e dignifica. 13 Poderás construir castelos indestrutíveis de luz se o amor divino for a bússola que te guie através da vida planetária.

14 “Homem, sê bom, procurando a grandeza na humildade, a resignação no sofrimento, a luz na própria dor e a alegria ainda que seja nos prantos. 15 Que a tua existência seja toda voltada ao bem e tecerás com tuas mãos a coroa de glória que há de aureolar-te nos Planos luminosos, onde a vida é imperecível!”


F. Xavier


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir