Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Instruções psicofônicas — Autores diversos


Adenda

Solicitamos a permissão do leitor para anexar ao presente livro os dois primeiros boletins anuais de serviço espiritual no “Grupo Meimei”, referentes aos períodos de nossas atividades, de 31 de julho de 1952 a 30 de julho de 1954, exclusivamente à guisa de estudo.

Os informes acerca do aproveitamento das entidades sofredoras que passaram por nossa agremiação procedem de esclarecimentos dos nossos orientadores desencarnados e, mais uma vez, desejamos patentear que, alinhando números no relato de nossas tarefas, não alimentamos a pretensão da estatística em obras do espírito, más sim o propósito de estudo e observação, no serviço de socorro e advertência a nós próprios, mesmo porque, em nossos contatos com os irmãos desencarnados, bem reconhecemos a nossa posição de almas endividadas, esforçando-se pela própria recuperação “no vale escuro da sombra e da morte”.


Boletim de Serviço Espiritual


“GRUPO MEIMEI” — I Ano — 31-7-52 a 30-7-53


O Grupo realizou, durante o ano, 53 sessões práticas, com a seguinte quota de serviço:

288 manifestações psicofônicas de Espíritos perturbados e sofredores, incluindo 251 entidades e 37 reincidências.

Os 251 companheiros menos felizes que compareceram às reuniões estão assim subdivididos:

77 irmãos ligados ao pretérito próximo e remoto de componentes da instituição.

126 necessitados de assistência moral.

48 recém-desencarnados.


Os comunicantes foram catalogados na ordem seguinte:

7 casos de licantropia.

92 casos de alienação mental.

48 casos de choques por desencarnação.

104 casos de perturbações diversas.


De conformidade com elucidações dos Mentores Espirituais do Grupo, o aproveitamento das 251 entidades, que receberam assistência no transcurso de 1952-1953, foi o seguinte:

11 irmãos foram perfeitamente reajustados e renovados para o bem.

90 companheiros retiraram-se esclarecidos e melhorados.

52 entidades apresentaram aproveitamento reduzido.

98 comunicantes foram considerados, por enquanto, impassíveis e impenitentes.


No decurso das sessões, verificaram-se 178 manifestações psicofônicas de amigos e benfeitores espirituais, para serviços de cooperação e diretrizes, assim discriminadas:

53 comunicações instrutivas na abertura das tarefas.

40 mensagens totalizando avisos e preces.

32 interferências para concurso direto na solução de problemas difíceis no esclarecimento a companheiros necessitados.

53 preleções educativas no encerramento das reuniões.


Sintetizando-nos o programa de serviço, aqui transcrevemos opiniões de dois dos Amigos Espirituais que nos assistem, por eles destinadas ao presente Boletim:


“Um grupo para sessões de caridade reclama trabalhadores devotados à divina virtude para a produção de amor e luz nos Espíritos necessitados. A caridade de quem ensina é a garantia daquele que aprende. A caridade nos pensamentos, palavras e ações, é o processo de renovar nossas almas. Onde há caridade não há lugar para a mistificação, porque tudo resulta em aprendizado, cooperação, trabalho e harmonia. Organizemos núcleos de assistência cristã às mentas enfermiças da Terra e do Além, mas não nos esqueçamos de que só pela caridade fraternal acenderemos bastante luz no coração para que o nosso agrupamento seja uma luz, brilhando na Vida Espiritual.”


.Meimei


“Em verdade, não podemos prescindir do Espiritismo prático para a cura de nossos males, mas para que as nossas reuniões de contato com o Plano Espiritual frutifiquem, vitoriosas, em bênçãos de saúde e alegria, precisamos trazer conosco o Espiritismo do Cristo, devidamente praticado.”


.José Xavier


Pedro Leopoldo, 1.° de agosto de 1953.


Boletim de Serviço Espiritual


“GRUPO MEIMEI” — II Ano — 31-7-53 a 30-7-54


O Grupo realizou, durante o ano, 51 sessões práticas, com a seguinte quota de serviço:

384 manifestações psicofônicas de Espíritos perturbados e sofredores, totalizando 364 entidades e 20 reincidências.

Os 364 companheiros menos felizes que compareceram às reuniões estão assim subdivididos:

66 irmãos ligados ao pretérito remoto e próximo de componentes da agremiação.

271 necessitados de assistência moral.

27 recém-desencarnados.


Os comunicantes foram catalogados na ordem seguinte:

16 casos de licantropia e suicídio.

176 casos de alienação mental.

27 casos de choques por desencarnação.

145 casos de perturbações diversas.


De conformidade com os esclarecimentos dos Orientadores Espirituais do Grupo, o aproveitamento das 364 entidades que recolheram assistência, no transcurso de 1953-1954, foi o seguinte:

18 irmãos foram perfeitamente reajustados e renovados para o bem, salientando-se que quatro deles passaram a cooperar nos serviços da instituição.

59 companheiros retiraram-se esclarecidos e melhorados.

102 entidades apresentaram aproveitamento reduzido.

185 comunicantes foram considerados, por enquanto, impassíveis e indiferentes.


No decurso das sessões, verificaram-se 209 manifestações psicofônicas de amigos e benfeitores espirituais, para serviços de cooperação e diretrizes, assim discriminadas:

51 comunicações instrutivas na abertura das tarefas.

46 mensagens, incluindo avisos e preces.

61 interferências para concurso direto na solução de problemas difíceis quanto ao esclarecimento a companheiros necessitados.

51 preleções educativas no encerramento das reuniões.


Com alusão ao programa de serviço do Grupo, aqui transcrevemos pareceres de dois dos nossos Mentores Espirituais, pronunciados por eles para a confecção do presente Boletim:


“Cada agrupamento espírita deve possuir o seu núcleo de amparo cristão aos companheiros desencarnados, em dificuldades na sombra, com reduzido número de irmãos responsáveis, que lhes possam lenir o sofrimento e sanar os desequilíbrios morais, usando os valores da prece e da palavra fraternal.

“Revelando o roteiro do bem, nele acertamos os próprios passos; consolando, somos por nossa vez consolados; ajudando, recebemos auxílio, e, acendendo a luz da oração para os que padecem, transviados na ignorância e na dor, temos nosso caminho iluminado para a obra de redenção que nos cabe realizar em nós mesmos.”


.Francisco de Menezes Dias da Cruz


“Ainda que os corações de tua estrada se mostrem marmorizados nas trevas da negação e da intemperança mental, oferece-lhes o teu quinhão de socorro e boa vontade.

“O trigo retido nos túmulos faraônicos, durante milênios, trazido de novo ao seio da Terra, ainda hoje produz e enriquece o celeiro.

“Um dia, toda semente de amor germinará em bênçãos de luz.”


.Emmanuel


Pedro Leopoldo, 1° de agosto de 1954.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir