Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

O essencial — Emmanuel


19


Sentenciados

(Reeducandos) n

Os [nossos] irmãos reeducandos, refugiados nas penitenciárias, efetivamente não se encontram sozinhos.

Retidos em prisões sem grades, [em] quase todos os lugares da Terra, surpreendemos [os] sentenciados diversos, dentre os quais salientamos:

  os presidiários das tribulações longas e dolorosas;

  os réus do remorso, que gemem sob o peso de culpas que ocultam inconfessadas, no imo da consciência;

  os detentos da rebeldia, que nunca se satisfazem com os recursos que a vida lhes coloca nas mãos;

   os prisioneiros do sofrimento nas trevas da inconformação, que se recusam a sair do labirinto de negação em que se escondem, fugindo à luz da consolação;

  os irmãos que choram e, ao mesmo tempo, se encarceram em lamentações sem proveito na teimosia e no desespero, repelindo a terapêutica do perdão e do trabalho que se lhes faria estrada libertadora;

  os encadeados da angústia que se levantam contra os espinhos das grandes provações, suscetíveis de reconduzi-los ao equilíbrio e à paz de que se reconhecem distantes.


Ainda mesmo perante os irmãos considerados delinquentes, abstém-te de condenar.

Todos nós, [os] Espíritos endividados ante as Leis de Deus, se abrirmos o próprio íntimo, diante de companheiros que se empenham a conhecer-nos, ei-los a soletrarem esta frase escrita com as nossas próprias lágrimas, no portal de entrada de nosso coração: “Compadece-te de mim.”


.Emmanuel



[1] O título da mensagem original é o que se encontra entre parênteses e seu conteúdo difere bastante nas palavras marcadas e [entre colchetes]. O manuscrito dessa mensagem encontra-se sob a custódia do Dr. Eurípedes Higino, filho adotivo do Chico e foi publicada no livro Hora certa.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir