Testamento Xavieriano - Passos da vida - Capítulo 11

Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Passos da vida — Autores diversos


11


Bilhete da Regra Áurea

1 Justo que você peça a felicidade.

  Rogue, porém, ao Senhor, igualmente, a necessária compreensão para aproveitá-la, semeando felicidade em seu caminho.


2 Cultive o contentamento de dar.

  Não azede, entretanto, os seus benefícios com a exigência de gratidão.


3 Estime a sua independência.

  Respeite, todavia, a liberdade dos semelhantes.


4 Fale como julgue melhor.

  Ouça, porém, com apreço a palavra do próximo, qualquer que ela seja.


5 Considere os seus triunfos.

  Não desmereça, contudo, as conquistas alheias.


6 Reconforte os irmãos em prova.

  Compartilhe, no entanto, igualmente, a alegria daqueles que se vejam em condições mais favoráveis que as nossas.


7 Colabore na construção do bem.

  Mas não crie dificuldades na obra a realizar.


8 Perdoe aos adversários.

  Desculpe, todavia, os amigos quando aparentemente lhe firam o coração.


9 Exalte o bem.

  Entretanto, não destaque o mal.


10 Sofra as lutas naturais do caminho a percorrer.

  Ofereça, porém, o seu melhor sorriso, por raio de sol da sua fé, para que a sombra passageira de sua inquietação não aumente a intranquilidade dos outros.


11 Aconselha a Regra Áurea: “faça ao próximo aquilo que você deseja lhe seja feito”. ( † )

  Isso, no fundo, quer igualmente dizer que se você deseja auxílio eficiente, tanto quanto possível, dê auxílio completo aos outros sem desajudar a ninguém.


.André Luiz



(Anuário Espírita 1969)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir