Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Poetas redivivos — Autores diversos


43


Santa maternidade

(Preito de amizade a dois companheiros do pretérito, atualmente reencarnados em provação regenerativa.)

  1 Recordo, castelã!… O narciso trescala

  Do teu colo a fulgir de joias soberanas…

  Alguém morre na festa… E, soberba, te ufanas

  Do jovem que impeliste ao suicídio na sala.


   2 Tempos correram, presto… Entre humildes choupanas,

  Trazes agora ao peito um filhinho sem fala,

  Mutilado ao nascer, flor que se despetala,

  No trato de aflição da prova em que te fanas…


   3 Restauras, padecente, a vítima de outrora,

  Ontem, transviada e ré, hoje, mãe que ama e chora!…

  Salve a reencarnação, passaporte ao futuro!


   4 Mãe, agradece a dor!… No porvir que vem perto,

  Brilharás como estrela, ante o filho liberto,

  E alcançarás, ditosa, o reino do amor puro!…


.Epiphanio Leite



Essa mensagem foi publicada originalmente em 1968 pela FEB e é a 54ª lição do livro “Luz no lar


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir