Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Sementeira de luz — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


13


A verdadeira ventura

27|04|1938


1 Meus caros filhos, Deus os abençoe, concedendo-lhes muita paz.

2 Ainda outro dia, meu caro filho, lembrava também com vocês aquelas recordações da fazenda de Ponta Grossa, quando a provação feriu-lhes o espírito saturado das mais puras intenções.

3 Felizmente, vemos o nosso Rômulo forte e são para enfrentar a luta esclarecedora da vida terrestre. Tudo passou graças ao Criador que, na Sua silenciosa lição, de inesgotável misericórdia, nos ensina a ver no tempo o nosso ditoso patrimônio.

4 Sobre o Fausto, não se impressionem. Através de processos indiretos, haveremos de conduzir-lhe o lar pelo melhor caminho. É certo que da boa orientação da companheira é que nasce a harmonia do ambiente doméstico e se a sua esposa ainda não pôde aceitar as claridades da Doutrina, tem muito bom coração, apto a constituir-lhe a ventura de homem sensível e trabalhador.

5 Então se preparam agora para uma excursão de entretenimento e de trabalho! Você, Maria, tem razão de desejar acompanhar o Rômulo nessas atividades! Sei quanto dói no coração de qualquer um de vocês a separação, ainda que momentânea. A vida tem, nesses grandes sentimentos, a sua beleza! Amem-se muito, meus filhos, e guardem a santa paz da mais profunda compreensão recíproca como um tesouro, que o mundo não tem para todas as almas. A maioria das criaturas procura a tranquilidade e o ideal onde não se encontram. A verdadeira ventura está na tolerância mútua, na aliança poderosa de duas almas que se completam para o bom combate.

6 Sinto-me feliz vendo-o, meu caro Rômulo, integrado nessa algema de luz que lhes unificou os corações, num laço indissolúvel. Muitas vezes me lembro, meu filho, de nossas pequenas discussões, em meio das inesquecíveis palestras, e recordo-me de que esperava, como pai, a alma que viria trazer à sua o cântaro de mel das mais proveitosas experiências. Essa mensageira do lar foi a nossa bondosa Maria. Venere-a como o mais sagrado tesouro da vida e você, minha filha, guarde o Rômulo como o seu anjo da guarda. Você é o sentimento e ele é a ação. Em ti ele recolherá toda a força para a luta e você encontrará nele a proteção para o cumprimento de sua nobre missão.

7 Que Deus os abençoe.

As crianças continuam sob a minha carinhosa atenção.

8 Boa noite!

Se não me engano, a data de hoje assinala o aniversário de casamento: quatorze anos e quatro meses.

Adeus!


.Arthur


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir