Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Sementeira de luz — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


179


Na continuação de nossas preces

18|04|1945


1 Meus caros filhos, Deus abençoe a vocês, conferindo-lhes muita saúde e paz espiritual.

2 Na continuação de nossas preces, encontraremos o caminho da luz redentora. No prosseguimento de nossos trabalhos, descortinaremos os vastos horizontes da vida eterna. Louvemos a Deus trabalhando e busquemos servir rendendo graças ao Senhor! Este o programa cristão de nossas estradas novas.

3 Estamos muito satisfeitos com o término do novo esforço de André Luiz.  n Essas páginas são toques de alarme espiritual, despertando corações e consciências. Muitos amigos espirituais prestaram a ele o concurso de que podiam dispor, a fim de que o seu livro fosse terminado e entregue à circulação das ideias renovadoras. Com tempo, à medida que vocês fizerem a releitura, observarão as vivas claridades que jorram dessa fonte. As narrativas de Nosso Lar e os esclarecimentos de Os Mensageiros constituem como que um curso de introdução ao entendimento das atividades do homem além do túmulo, que, nesse esforço, foram destacadas com muito critério e observações legítimas. 4 Aí veem vocês que a existência terrestre não está limitada às operações do dia e que as nossas noites, quando encarnados, estão cheias de serviço benéfico e construtivo. A morte deixa de ser o ponto terminal do caminho para ser a continuação da luta edificante do espírito eterno. É muito confortador para nós contribuir para a formação de um novo campo de estudo e realização dentro do Espiritismo comum. André Luiz ensina aos companheiros de experiência humana que há lugar para todos, que o 5 Além-túmulo não é região privilegiada dos que sabem fazer formosas orações e sim a zona para a qual a vida se transfere com os seus cuidados e bênçãos, preocupações e alegrias, lutas e tréguas, risos e esperanças, onde a alma, insaciável obreira de Deus, prossegue amando e trabalhando, enriquecendo a si mesma e atendendo ao próximo. Leiam, relendo, as páginas dele, meditando… meditando…  n Vocês observarão que extraordinários caminhos se desenham para o pensamento, abrindo-lhe esferas novas de serviço salvador.

6 Também me alegro muito, meus filhos, e peço a Deus para que vocês estejam sempre a postos no bom trabalho, extraindo da presente oportunidade todos os recursos de edificação e aproveitamento. Não é fácil conjugar na Terra os recursos espirituais para os trabalhos metódicos e edificantes, na posição atual do mundo. Por isso, louvamos o interesse que vocês colocam neste cometimento e pediremos a Jesus para que os abençoe.

7 Tenho acompanhado, meu caro Rômulo, suas preocupações no setor do trabalho quanto à melhoria das suas condições de administrador e servidor do bem público. Creio, meu filho, que você não deve sobrecarregar a mente com as expectativas e providências necessárias, mas acredite que será útil movimentar suas possibilidades a serviço da promoção que o momento apresenta, embora de longe. Mobilize seus recursos oficiais e afetivos, como se sente no direito de solicitar a atenção dos superiores hierárquicos, porque, consciencialmente, esse direito é uma propriedade sua. Movimente os valores referidos e espere na sua posição de trabalhador devotado ao seu campo de ação. 8 Apenas recomendamos a você não considerar o assunto como essencial para que os sofrimentos sutis e inesperados não colham o seu coração feito. Atravessamos, coletivamente considerando, uma situação tão anormal, que os maiores absurdos administrativos, procedentes dos altos bastidores humanos, não admiram, nem surpreendem. Tempos difíceis, muito difíceis! Pesam sobre a mentalidade dos homens não preparados espiritualmente verdadeiras nuvens de incompreensão, egoísmo, insensatez e indiferença. É necessário muita serenidade para permanecer com a justiça sem sofrimento, em épocas calamitosas quanto esta. 9 Há quinze anos ninguém o diria, mas hoje, impossível discutir, advogando a supremacia da razão sobre a força. A revolução brasileira trouxe experiências amargas que golpeiam fundo o espírito dos que pensam e trabalham com a visão maior da realidade. Em vista do que comentamos, defenda o seu direito, reclamando a atenção da autoridade coletiva. Quando o veneno atinge a cabeça, é difícil pensar em probabilidades de saúde nos outros órgãos. Caminhemos com Cristo. Este é o melhor “slogan”. Que ele nos ajude e proteja.

10 Wanda, os comprimidos Paulinia que o receitista aconselhou para você tem base de guaraná e farão muito bem ao seu sistema nervoso. Essas dores imprecisas que você tem experimentado têm origem nervosa. Você pode começar o uso quando for possível.

11 Sua saúde, Rômulo, melhorou muito nos últimos dias. Os passes, as massagens, as emissões de energia mental deram extraordinária força aos elementos medicamentosos. As longas viagens de automóvel, o aumento de peso costumam impor alterações à pleura. Foi o que aconteceu. Agora, porém, seu organismo está quase na posição normal. Pode continuar, todavia, com o Cardos Cardum, que está fazendo muito bem às suas forças, de maneira geral.

12 Agora, meus filhos, despeço-me. Para você, Maria, aconselho ainda as mesmas indicações anteriores alusivas à preservação contra os resfriados. Há “neste mundo daqui” um serviço enorme para defender a humanidade contra a epidemia do após-guerra. Há homens e espíritos interessados na conservação da paz e há legiões de trabalhadores estudando a maneira de preservar a saúde dos povos. Enquanto houver movimento bélico, a fazer-se acompanhar de vibrações e deslocamentos atmosféricos, será possível contemporizar, mas cessado o ruído dos canhões, o lodo expelido voltará a pousar no fundo. Então, só Deus pode permitir a sua extinção, sem maiores perigos. É o que imensas fileiras de trabalhadores estão fazendo, cooperando ativamente com os seus valiosos trabalhos para que os companheiros encarnados recebem essa graça divina.

13 Boa noite, meus filhos! Guarde-nos a paz de Jesus.

Com um afetuoso abraço, sou o papai e vovô muito amigo de sempre,


A. Joviano



[1] Nota da organizadora: refere-se ao livro Missionários da Luz.

[2] Nota da organizadora: A maioria dos livros recebidos por Chico, de 1938 a 1952, foi escrita à máquina no gabinete destinado a esses trabalhos, no andar térreo da residência de Rômulo e Maria. As páginas recebidas, a cada dia, eram depois levadas pelo Chico para o gabinete de Rômulo e eram lidas à noite pelo casal, que aguardava, com muito interesse, as do dia seguinte, qual bendita novela. As páginas eram todas arquivadas por Rômulo, que, ao final de cada livro, as remetia à Federação Espírita Brasileira (FEB), no Rio de Janeiro.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir