Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Sementeira de luz — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


43


Votos de boas-vindas

23|05|1940


1 Meus filhos, trago-lhes os meus votos de boas-vindas e a minha prece de agradecimento a Jesus pela excelente viagem que fizeram. Graças a Deus, tudo correu normalmente. A excursão foi um tônico para vocês. Novos amigos, novas expressões de carinho, novos motivos de reconhecimento a Deus e, isso tudo, meus filhos, é a riqueza sublime do espírito!

2 Por diversas vezes, estive junto de ambos nas paisagens visitadas e justificava a alegria de vocês porque, de fato, os valores espirituais que encontraram são muito grandes aos nossos olhos. A viagem, Rômulo, fez a você um grande bem! Foi como se fora uma válvula, por onde muitas forças contrárias do mundo psíquico desapareceram. Você compreende. Os trabalhos aí no mundo, por vezes, vão operando uma certa estratificação de dissabores e é indispensável que novas razões de amá-los se estabeleçam em nosso íntimo. A exemplificação e o esforço dos que vivem isolados é sempre um grande consolo para o coração incompreendido nas tarefas materiais. Eis o motivo pelo qual você muito lucrou com a nova provisão de amizades puras e sinceras.

3 Os netos, graças também a Deus, vão me proporcionando grande contentamento. O Roberto vai indo bem e a Wanda sempre melhor, prodigalizando-nos, ambos, as melhores esperanças ao espírito.

4 A tarefa de preparação moral dos filhos que Deus nos concede ao instituto familiar é transcendente demais para que desejemos solucioná-la tão só com os nossos bons desejos. Por isto sei do esforço de vocês e do quanto de sacrifício que ele exige da dedicação.

5 Da entidade santificada de Célia só lhes posso dizer que as suas bênçãos continuam sobre as nossas almas. Nada poderíamos desejar de melhor das concessões divinas. Nos dias que passam, o seu amigo Seggie encontra-se em missão espiritual, junto de uma verdadeira legião de companheiros abnegados, na Grã-Bretanha, assistindo antigas amizades do pretérito, nesta hora solene da Inglaterra. Tenho surpreendido muitos espetáculos amargos e na esfera espiritual em que vivemos as impressões penosas não são menores que as que se experimentam aí no mundo, apenas com a diferença de que aqui os acontecimentos são examinados sob a claridade da absoluta confiança em Deus, cujos desígnios são inescrutáveis.

6 Por hoje, filhos, deixo a vocês o meu abraço afetuoso de todos os dias.

7 Você, Rômulo, deve continuar com o reconstituinte e Maria deve também usar a sua homeopatia costumeira.

8 Deixando-lhes, pois, a minha afeição de sempre, pede a Deus pela paz e saúde de vocês o coração muito amigo do


Papai


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir