Bíblia do Caminho Súmulas Biográficas

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Artur de Sales


ARTUR Gonçalves DE SALES — Depois de ter assentado praça no 9° Batalhão de Infantaria e tentado matricular-se na Escola Militar, no Rio de Janeiro, Artur de Sales voltou a Salvador, onde, em 1905, recebeu o diploma de aluno-mestre, da Escola Normal. Exerceu o magistério primário “em aprendizados agrícolas”. Foi um dos fundadores da Academia de Letras da Bahia, aí ocupando a cadeira n° 3. A obra poética de A. de Sales, a princípio simbolista, passou depois a ser concebida parnasianamente. Suas poesias, em geral abrangendo temas populares, revelam-lhe o grande interesse pelas coisas do mar. Considerado “admirável plástico do verso” por Jackson de Figueiredo, foi ainda Artur de Sales, na expressão de Eugênio Gomes, um “ébrio de Shakespeare”, traduzindo-lhe, em versos alexandrinos, a peça Macbeth. (Cais Dourado, Salvador, Bahia, 7 de Março de 1879 — Salvador, 27 de Junho de 1952.)

BIBLIOGRAFIA: Poesias (1901-1915); Poemas Regionais; etc. (Ani)


.

Abrir