Bíblia do Caminho Estudos Espíritas

Índice Página inicial Próximo Capítulo

OCE — Orientação ao Centro Espírita


3 – B


Atendimento Espiritual no Centro Espírita

Atividade de “Atendimento fraterno pelo diálogo”

1. CONCEITO


O Atendimento Fraterno pelo Diálogo consiste em receber fraternalmente aquele que busca o Centro Espírita, dando-lhe a oportunidade de expor, livremente e em caráter privativo e sigiloso, suas dificuldades e necessidades.


2. FINALIDADE


Acolher, de forma fraterna e solidária, dentro dos princípios do Evangelho à luz da Doutrina Espírita, ouvindo e orientando com respeito, atenção e humildade aquele que:

  • a) Deseja fazer uma visita e/ou integrar-se às atividades do Centro Espírita;

  • b) Deseja receber ajuda material e/ou espiritual;

  • c) Deseja informação ou estudo;

  • d) Necessita de assistência, orientação doutrinária ou amparo;

  • e) Tem interesse em conhecer a Doutrina Espírita e o trabalho espírita.

3. PARTICIPANTES

  • a) Um coordenador para organizar, capacitar e coordenar a equipe para a atividade.

  • b) Uma equipe em número suficiente para atender a demanda das atividades de recepção, encaminhamento e diálogo.

  • c) Os que buscam esclarecimento, amparo, orientação ou consolo.

4. DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES

  • a) Acolhimento: Acolher fraternalmente quem chega, identificando o motivo de sua vinda e oferecendo-lhe os recursos de que o Centro Espírita dispõe para atendê-lo na sua necessidade: cursos, reuniões, evangelização da criança e do jovem e outros.

  • b) Diálogo fraterno:

  •    1°) – Receber o visitante, ouvindo-o e identificando-lhe os problemas, carências ou aspirações, orientando-o segundo os princípios evangélicos à luz da Doutrina Espírita.
  •    2°) – Reerguer a auto-estima e a esperança, esclarecendo-o de que, com apoio espiritual, somente ele poderá mudar o quadro de sua preocupação, através da própria posição mental e renovação íntima.
  •    3°) – Orientar, sempre, para a necessidade da realização do Evangelho no Lar, estimulando-o para o desenvolvimento do hábito da leitura saudável e para o estudo, sugerindo os livros adequados da Codificação Espírita e obras complementares.
  •    4°) – Após as devidas orientações, se necessário, encaminhá-lo para a reunião de explanação do Evangelho e para o passe.
  • c) Encaminhamento: Quando for o caso, encaminhar o atendido para as palestras, reuniões, cursos ou outras atividades da casa, compatíveis com as suas possibilidades.

5. RECOMENDAÇÃO


Selecionar e capacitar, continuadamente, os colaboradores que tenham um perfil adequado para a tarefa: conhecimento evangélico-doutrinário, maturidade emocional, bom senso, empatia, alegria, afetividade, naturalidade e segurança.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir